Genômica e Cloud

Data:

cloud_capa

Saiba como o uso da computação em nuvem pode impactar na área genômica

Autor | Asaph S.

 

Com a popularização de soluções como a computação em cloud e a "Infrastructure as a Service" (IaaS), temos menos razão para nos preocupar com o famoso servidor do laboratório.

 

Por causa do grande crescimento da indústria de TI no mundo todo, soluções foram criadas para atender a demanda crescente de infraestrutura flexível, tornando menos vantajosos, ou até inviável, a criação ou manutenção de sistemas internos.

 

Essas soluções funcionam como um aluguel, você utiliza a infraestrutura da prestadora e em troca paga uma taxa de utilização. Dessa forma, cargas de trabalho que são executadas em regime esporádico são mais beneficiadas, pois gastam apenas quando utilizam.

 

Além disso, por causa da terceirização do serviço, custos como mão-de-obra especializada, manutenção de equipamentos, providenciamento de recursos de backup e redundância são eliminados do contratante, o que o permite concentrar os esforços nos pontos que são mais críticos nas tarefas que ele executa.

 

 

Outra vantagem da computação em cloud é que ela oferece recursos computacionais customizáveis, isso significa que você pode modificar a infraestrutura de acordo com a sua demanda, possibilitando uma utilização mais eficiente de recursos.

 

Além disso, fica à sua disposição uma enorme variedade de hardware, que seria disponível apenas para soluções comerciais de grande porte. Possibilidades essas como CPUs de alto desempenho, quantidades astronômicas de memória e GPUs entre outros.

 

A genômica tem muito a se beneficiar justamente por ser uma aplicação de recursos de computação intensivos que são executados com baixa periodicidade.

 

Isso dá ao pesquisador liberdade de escolher a configuração que melhor atende sua necessidade do momento, tirando dele o trabalho de montar e manter equipamentos caros e que requerem mão de obra especializada para isso.

 

Adaptado de Flexera 2021 State of the Cloud Report

 

As principais soluções disponíveis no momento são a "Google Cloud Platform" (GCP), a "Amazon Web Services" (AWS) e a Azure, pertencentes às gigantes da TI Google, Amazon e Microsoft respectivamente.

 

Além dos recursos de computação, elas oferecem treinamentos e ferramentas para capacitar aqueles que vão utilizar seus produtos.

 

Tem alguma experiência com análises feitas em ambiente de cloud? Deixe nos comentários como isso te ajudou e se seria possível executar naquele servidor do instituto.

 

Saiba mais:

 

Cloud computing Trends: 2021 State of the Cloud Report

Get started with Google Cloud

Amazon Web Services

Microsoft Azure

 

#ciencia #bioinformatica #divulgaçãocientífica #edutaugc #cloudcomputing

 

Última atualização: Aug. 27, 2021, 4:47 p.m.

Posts Relacionados